quinta-feira, 17 de agosto de 2006

SÃO DA BOUÇA....


(...)
"O trajo do pastor consiste numas calças e num caso de serrobeco e numas botifarras de cabedal, tudo coberto por um amplo gabão de largo capuz e avultado cabeção para resguardo das costas e da cabeça. Nas pernas prendem-se safões de pele de cabra por tosquear e nos pés grossas meias de lã.Às costas vai o alforge onde guarda a comida e a flauta e na mão o varapau e o ferrado onde guarda o leite da ordenha do meio dia.
O Trajo da pastora consiste num chambre de forte flanela de lã e saias rodadas de forte baeta sobre as quais mostra o seu avental e, para cobrir as costas, um largo e grosso xaile de lã e, para a cabeça, sobre um lenço atado ao pescoço, um chapéu de homem, levando nos pés grossos sapatorros de cabedal e, pendurado no ombro esquerdo, o alforge e na mão direita o cajado."
Foi assim que Salles Viana, em "O Trajo Popular na Beira Baixa (Notas Breves), edição da Junta Distrital de Castelo Branco no ano de 1967, descreveu os trajes dos Pastores/as da Bouça.

... mas podiam ser de Cebola e penso que também do Sobral, de Casegas, do Ourondo, das Cortes...
A fotografia, da Serra da Estrela, foi retirada do sítio: www.prof2000.pt

6 comentários:

chenouca`s disse...

Parabéns finadamina...mais um post com carisma!!!! Isto sim é "repescar" tradições, usos e costumes,... qt ao Sobral não sei!!! Sempre fomos mt pobres no que respeita a "adereços" e leva-me a crer q em vez das botas os nossos pastores andavam descalços quase sp, os tecidos tb eram dos + fraquitos e tantas vezes com remendos em cima de remendos... os que se iam "amanhando" melhor ainda eram os q iam para a mina, e q lá traziam o "tostãozito" para ajudar aos q ficavam a tratar das "lides", de casa, do campo, das jornas e do resto... enfim!! O dia q se comia melhor era o do regresso dos mineiros... recompensa do esforço...

Asno disse...

É uma máquina a finadamina!
Para que tinha receio de tomar conta do blog, faz muito trabalho!
Força amiga,nunca fomos de ficar no passeio;) !

finadamina disse...

chenouca's, realmente tens razão.

O Estudo foi encomendado, pela Junta Distrital ao Sr Eurico Salles Viana.
O próprio Salles Viana se queixa da dificuldade da realização do trabalho,do seguinte modo:
Diz que à falta de referências bibliográficas`à que acrescentar "...a falta de memória do nosso povo.." (||||?)e que o trabalho que fez (1967)deveria ter sido feito há 50 anos ou seja em 1917.

No tempo do fascismo o que interessava era parecer, para se fazer bonito...
o ser, a realidade que o povo vivia era para esconder...

Em Cebola acontecia o mesmo que no Sobral, embora houvessem famílias de pastores que traziam as filhas calçadas e outras que as traziam descalças.
Os pés até "criavam matéria" por andarem desclaças pelas serras..

Bem hajas pela participação.

Anónimo disse...

Boas era só para dizer k mandassem este Post para o Blog da Bouça ja que o conteudo fala desta aldeia.
Podem mandar para bouca_sempre@hotmail.com

Podem tambem visitar o blog.
Obrigado e Saudações

Anónimo disse...

visitem http://boucasempre.blogspot.com/

finadamina disse...

Para a Bouça:

Mando sim senhora.

Como não tenho digitalizador, digam-me para onde mando as fotocópias.
mail:finadamina@cebola.net